Friday, April 2, 2010

Bastardos Inglórios (2009)




Você é daqueles caras que vasculha podreiras nas prateleiras empoeiradas da sua locadora? É daqueles doidões que vibram com cenas violentas? É maluco ao ponto de preferir filmes que primam pela estranheza, seja pelos seus personagens bizarros ou complexos, seja a história coadjuvante ou imprescindível? Gosta de comer besteiras baratas e ver filmes durante madrugadas, dias e noites adentro?


Então sinta-se em casa...
Começa aqui o blog "Estranhezas Cinematográficas" de Léo Castelo Branco, um espaço para discutir cinema estranho, cinema diferente ou diferente dentro do próprio usual, que seja. Postarei aqui algumas criticas e artigos mais detalhados com opiniões e expressões de blockbuster’s a pérolas da boca do lixo.

Então, vamos ao que interessa. O primeiro filme que lançarei discussão é um grande sucesso e não por isso deixa de ser divertidíssimo. Sei que muita gente aí gostou. Nada mais nada menos que o comentado blockbuster Bastardos Inglórios (Inglorious Bastards, EUA, 2009), o melhor filme de 2009, na minha singela opinião de mini-crítico!

Tarantino me surpreende a cada filme, nesse em questão, o que não me pegou foi a fuga do diretor da sua violência habitual (não sem nos dar o prazer de uma cena em que um soldado judeu estoura a cabeça de um nazista com taco de baseball), mas sim seus personagens ainda mais excêntricos e genuinamente únicos. Tarantino é isso: mulheres e violência em três idiomas.
E nós fãs agradecemos!

Como nada é perfeito e Tarantino também erra, o filme peca pela falta de ação (lê-se movimentação), são cenas de diálogos intermináveis, algumas durando até 10 longos minutos de sotaques misturados e amarrados (!!!), enfim fora isso, o filme é espetacular! Coisa fina, e de Tarantino eu me recuso a esperar outra coisa. Me deliciei com o novo filme do diretor, realmente valeu a pena esperar.

Brad Pitt está em uma das suas melhor atuações como o Tenete Aldo Raine, cômico e carregado o anti-héroi está impecável. Cristolph Waltz interpreta o coronel nazista Hans Lada, no papel que lhe valeu o Oscar, diga-se da passagem. Enfim o elenco é primoroso, apesar de pouco conhecido do grande público, juntamente com um roteiro redondo que misturado a tudo isso tem um ótimo resultado: Tarantino brincando com a história real.

Indispensável para você fã de Tarantino, esse filme é diferente do seu estilo habitual, e particularmente me impressionou essa ousadia, Quentin sabe chocar como poucos, e para falar a verdade a história real poderia ser como no filme. O final é de entrar para dentro da poltrona, fantástico! Ainda mais para um fã do trabalho do diretor.

As 2 horas e meia passam sem cansar o espectador e apesar das longas cenas, aquelas com longos diálogos em italiano ou alemão, mesmos essas são recheadas de descobertas da qual se você ainda não viu, ficará ligado, vidrado eu diria. Acho que valeu a falta de violência desse inovador Tarantino, pra falar a verdade o filme conseguiu me surpreender, não que esperasse mais, esperava sim algo diferente.
E foi na mosca.

Léo Castelo Branco.

**
Ficha Técnica


Filme: Inglorious Basterds
Direção: Quentin Tarantino
Roteiro: Quentin Tarantino
Elenco: Brad Pitt, Shosanna Dreyfus, Christoph Waltz, Eli Roth
Gênero: Ação, Aventura, Drama, mais...
Duração: 153 min.
Tipo: Longa-metragem / Colorido
Prêmios: Vencedor de 1 Oscar
Distribuidora(s): Universal Pictures do Brasil
Produtora(s): Universal Pictures, The Weinstein Company, A Band Apart, Zehnte Babelsberg

5 comments:

  1. Eu amei este filmee, muitos não gostaram pq a dinâmica dele é mais lenta e ao final o desfecho não é o esperado, mais foi exatamente isso que eu amei, pq criou uma tensão para ver qual plano ia dar certo e se algum plano iria atrapalhar o outro, enfim...justiceiros ou simplismente iguais por matar tbm? Incrivel!!
    bjos ni becker (fã)

    ReplyDelete
  2. O filme é ótimo, tem uma direção de arte impecável, gostosa de assistir. A maestria deste filme está mesmo nos diálogos, a tensão e a ansiedade que o texto cria nos expectadores é primorosa. Mais uma tacada de mestre de Tarantino.

    ReplyDelete
  3. Parabéns pelo novo blog. Está muito bonito, classudo e os textos impecáveis. Continue nos brindando com as críticas.

    ReplyDelete
  4. Opa
    legal o Blog
    o Bastados Inglorius é sem dúvida um filme injustiçado.
    Muito bom, mas com humor mais refinado para a grande maioria do público. Eles preferem a canastrice de Tom Cruiser em Operação Valquiria
    O Blogo está muito bom, mano

    ReplyDelete
  5. eu assisti esse filme outro dia , meu o filme em si é muito bom, a historia os personagens tem estilo, vida própria, alem de serem completamente malucos acaba sendo até engraçado mas realmente a questão abordada e como ela desenrola deixa vc preso e atento pronto para rir e sentir vontade de matar um NAZ!!! Filme Bom BLOG otimo loko !!!

    ReplyDelete